Referência na distribuição de energia solar, NeoSolar completa 12 anos e prevê crescer 400% nos próximos 5 anos

Pioneira na distribuição de produtos de energia solar no Brasil, a NeoSolar completa 12 anos de história celebrando excelente resultados. Com mais de 40 mil clientes (os principais, revendedores e instaladores), a empresa espera crescer 400% nos próximos cinco anos, investindo sobretudo na diversificação do portfólio com novas tecnologias.

Baterias de lítio, Sistemas híbridos, Agronegócio e Microinversores são tendências e apostas da NeoSolar para os próximos anos, com novas linhas de produtos já disponibilizadas. Além de aumentar o portfólio, uma série de outras ações em andamento incluem aprimoramentos no e-commerce e no Portal B2B para melhorar a experiência de compra, e o aumento do time especializado que presta atendimento técnico aos clientes.

Unidades de Negócio NeoSolar
Unidades de Negócio NeoSolar

Já líder no mercado brasileiro de soluções Off Grid (sistemas não conectados à rede elétrica), a empresa tem realizado investimentos para atender à crescente demanda dos brasileiros por energia solar. Fatores como o programa Mais Luz para Amazônia, os constantes aumentos da conta de luz e a necessidade do país de diversificar sua matriz energética impulsionam a rápida expansão do setor, mesmo durante a crise econômica e a pandemia de Covid-19.

O mercado tem crescido exponencialmente à medida em que aumenta a conscientização sobre como a energia solar funciona e seus benefícios aos consumidores. Como uma das empresas mais tradicionais do setor, pudemos antecipar esse aumento de demanda e nos preparar para oferecer o melhor serviço – não apenas com um portfólio completo, mas também investindo em canais de vendas para empresas, com o portal B2B”, comenta Raphael Pintão, um dos sócios-fundadores da NeoSolar.

Impactos Ambientais, Sociais e Econômicos

Além do rápido e sólido crescimento, a NeoSolar também se orgulha muito dos impactos positivos que gerou nos seus 12 anos de existência, especialmente como líder nos sistemas Off Grid, que possibilita a chegada da energia solar a locais isolados sem acesso à rede elétrica.

“O negócio da NeoSolar tem um impacto positivo muito relevante. Desde o início, já evitamos a emissão de 1,2 milhões de toneladas de CO2, algo equivalente a quase 9 milhões de árvores. Além disso, demos acesso à energia para quase 70 mil famílias, água para 9 mil famílias e comunicação para 22 mil famílias”, conta Raphael Pintão.

Energia Solar é Renovável
Energia Limpa e Renovável (Crédito da Imagem: Reprodução)

“Isso sem contar o impacto econômico com empregos qualificados nas regiões mais carentes do país, com mais de 3000 instaladores formados, economia com o diesel e aplicações produtivas da energia. São números já muito significativos e que seguirão crescendo muito, em paralelo ao crescimento da empresa”, completa.

Rápida expansão do setor solar

Limpa, renovável e sustentável, a energia solar fotovoltaica teve a sua capacidade de geração dobrada nos últimos três anos e se tornou, no último mês de maio, a segunda fonte mais utilizada no mundo, de acordo com o relatório “Global Market Outlook for Solar Power 2022-2026”, produzido pela associação europeia SolarPower Europe – está atrás apenas da hidreletricidade.

Aqui no Brasil, o crescimento também é acelerado: segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a potência operacional da fonte fotovoltaica atingiu, em abril, 15 gigawatts (GW), número superior à potência instalada da usina hidrelétrica de Itaipu. Desse total, 5 GW são da geração fotovoltaica centralizada em usinas de grande porte, enquanto 10 GW vêm da geração distribuída (GD), composta sobretudo por painéis instalados em telhados, fachadas e terrenos.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), desde 2012, a fonte solar trouxe ao país R$ 78 bilhões em investimentos, gerou mais de 450 mil empregos e evitou a emissão de 20,8 milhões de toneladas de CO2.

Ainda segundo a ABSOLAR, o setor Off Grid (com sistemas de energia solar não conectados à rede elétrica) também deve crescer rapidamente, com um mercado de cerca de R$ 13 bilhões previsto apenas com a implementação do programa Mais Luz para Amazônia (MLA).

Saiba Mais:

Além do projeto MLA, a demanda por esse tipo de energia solar tende a crescer também em outras áreas sem acesso à energia ou com rede elétrica precária. O aumento dos apagões com crises hídricas e a instalação das torres de 5G e de outras aplicações técnicas que precisam da energia solar são outros fatores que provavelmente impulsionarão o Off Grid nos próximos anos.

2022: o ano para investir em energia solar

E a expectativa é que, em 2022, a energia solar tenha um crescimento ainda maior que nos últimos anos – especialmente no setor On Grid (de sistemas conectados à rede elétrica), no qual a NeoSolar tem se fortalecido com o aumento de portfólio de microinversores.

“O marco legal para regular os micro e minigeradores da GD deve impulsionar bastante o segmento, pois o consumidor que instalar um sistema solar até janeiro de 2023 garante as regras de tributação atuais por mais 23 anos. É o melhor momento para garantir o modo mais barato e sustentável de gerar energia”, explica Pedro Pintão, também sócio-fundador da NeoSolar com o irmão Raphael.

De forma geral, a instalação de energia solar reduz a conta de luz de consumidores nas cidades, complementando a geração de energia da rede elétrica. “Sempre digo que o melhor momento para instalar energia solar é hoje e isso não é um clichê, tem um motivo econômico. Como a energia solar custa menos que a energia da rede, quanto antes você instalá-la maior será seu benefício. O retorno financeiro que o sistema dá compensará o investimento”, explica Pedro Pintão.

Pioneirismo é a marca do negócio

Foi em junho de 2010, nos primórdios da energia fotovoltaica no país, que os irmãos Raphael e Pedro decidiram fundar a NeoSolar. O objetivo era criar uma empresa ligada à sustentabilidade e que fizesse parte de um mercado pouco explorado.

“Há pouco mais de uma década, praticamente não se falava em energia solar no Brasil, não existiam usinas geradoras nem empresas para disponibilizar produtos com essa tecnologia aos consumidores”, relembra Raphael Pintão sobre o começo da NeoSolar. “Desde o início, a palavra que norteia o nosso negócio é o pioneirismo e nos honra muito poder dizer, exatamente 12 anos depois, que contribuímos com o desenvolvimento de todo setor no país”, completa.

Referência na distribuição de tecnologias para projetos On Grid (quando os painéis solares estão ligados à rede elétrica) e, principalmente, para projetos Off Grid (quando há total independência da rede elétrica), a NeoSolar é uma das fundadoras da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), entidade sem fins lucrativos que representa os interesses do setor e conta com mais de 600 empresas associadas.

A companhia também é responsável por realizar o projeto do primeiro sistema de energia solar On Grid homologado no estado de São Paulo, em uma galeria de arte na cidade de Ribeirão Preto, em 2013. Além disso, promove diversos cursos de capacitação sobre a utilização de produtos – como painéis, bombas e baterias -, que já formaram mais de 3.000 alunos.

Pedro Pintão recorda que, mesmo sem ter nenhum investimento externo, o negócio apresentou crescimento em todos os anos, sem exceção.

“É com muito trabalho, além de conhecimento técnico e uma busca constante por novidades, que nós conseguimos levar e manter uma empresa familiar na posição de liderança que ocupa atualmente, sendo responsável por mais de 30% do market share em Off Grid”.

Aposta no crescimento dos veículos elétricos

Em 2016, a NeoSolar colocou seu pioneirismo à prova mais uma vez, agora com a mobilidade elétrica. A empresa incorporou ao seu negócio uma área responsável por oferecer soluções em infraestrutura de recarga para veículos elétricos: a NeoCharge, que já é referência no mercado com a distribuição de equipamentos, cursos, serviços técnicos e operação compartilhada de estações de recarga e eletropostos.

“A NeoCharge é mais uma prova de que levamos em nosso DNA o espírito empreendedor e o desenvolvimento de negócios que impactam positivamente a vida de todos. Há seis anos, temos também a missão de promover a mobilidade elétrica no Brasil, já que o carro movido a eletricidade é mais econômico e muito mais sustentável que os veículos abastecidos por combustíveis fósseis. Estamos falando de um caminho sem volta”, destaca Pedro.

Em 2022, já consolidada na venda de carregadores para veículos elétricos, a NeoCharge anunciou a contração do CEO Diogo Seixas e divulgou a intenção de realizar um Spin-Off nos próximos anos.

Dois anos após reformular RH, NeoSolar recebe nota acima da média nacional no Great Place To Work

Uma das principais empresas do mercado brasileiro de energia solar, a NeoSolar celebra pelo segundo ano consecutivo a conquista do selo emitido pela consultoria Great Place to Work (GPTW), que reconhece os melhores ambientes de trabalho em 109 países ao redor do mundo.

NeoSolar é certificada Great Place to Work
NeoSolar é certificada Great Place to Work

Em um índice 0 a 100, a companhia atingiu nota 92 de satisfação de seus colaboradores — nota superior à média das 150 empresas mais bem avaliadas pelo GPTW no Brasil em 2021, que foi de 90.

A certificação ocorre no momento em que a companhia comemora 12 anos de história e é o 1º selo GPTW conquistado já com a Diretoria de Gestão de Pessoas, criada em 2021 durante um processo de reformulação do setor de Recursos Humanos.

Mais do que rebatizar o RH, o objetivo da mudança foi valorizar o capital humano da empresa e aplicar ações visando o bem-estar no trabalho, o crescimento sustentável da companhia e o desenvolvimento pessoal e profissional de toda a equipe.

Valores bem definidos

“O nosso clima organizacional sempre foi muito elogiado pelo time e considerado um grande diferencial. O desafio tem sido seguir nosso crescimento acelerado sem perder o ‘jeito NeoSolar’”, comenta Eduardo Oliveira, diretor de Gestão de Pessoas.

“Então, em 2019, contratamos uma consultoria especializada em Recursos Humanos para materializar a nossa cultura e valores, registrando as características que nos fazem ser diferentes e que queremos fomentar cada vez mais. Com mais clareza para todos, percebemos nossa cultura cada vez mais presente em nosso dia a dia”, complementa Oliveira.

Saiba Mais:

O estudo identificou os valores que são considerados pilares da Neosolar, que entre eles, citam colaboração, respeito e evolução: “Para nós não há outra forma de trabalhar”, reforça Eduardo.

Vem pro Sol NeoSolar
Lema NeoSolar na entrada do escritório – Vila Mariana SP

Além dos 4 valores, o estudo também definiu o propósito da NeoSolar como: “Chegar na frente é o que nos move”, de forma a evidenciar o pioneirismo que a empresa carrega desde sua fundação – um espírito inovador que esteve presente, por exemplo, quando a companhia inaugurou primeiro sistema de energia solar homologado no estado de São Paulo, em 2012.

Projetos de um novo RH

Com o objetivo de estruturar as iniciativas relacionadas a Recursos Humanos, foi criada a área de Gestão de Pessoas, que tem realizado um grande esforço para garantir que a cultura da organização esteja presente no comportamento do time, mesmo em meio a uma mudança de patamar no quadro de funcionários, que dobrou em dois anos durante a pandemia.

Como uma das medidas para suportar e acelerar o crescimento da empresa, a área de Gestão de Pessoas criou o programa NeoGrowth, um programa de desenvolvimento pessoal oferecido a grupos de funcionários para que possam crescer como indivíduos e aprimorar suas habilidades profissionais, já desenvolvendo as lideranças que estarão à frente do processo de crescimento da NeoSolar nos próximos anos.

Outra medida prática implementada no dia a dia é a chamada “reunião matinal”, uma reunião diária de cerca de 15 minutos na qual toda a companhia participa e compartilha entre si os principais resultados e desafios de cada setor.

“Já fazemos essa reunião há algum tempo e queremos preservar esse momento do dia em que toda a empresa possa se reúne e se comunica diretamente. Isso faz uma enorme diferença no espírito de integração que faz parte do nosso jeito de ser”, explica Eduardo Oliveira.

O papel do RH durante a pandemia

O respeito aos funcionários também vai além do abstrato e a NeoSolar regularmente realiza iniciativas pensando no bem-estar da equipe – como durante a pandemia, quando foram oferecidos os programas NeoMind (com suporte psicológico feito por profissionais especializados, dado o impacto nas pessoas causado pelo isolamento) e o NeoFit (aulas online de relaxamento, alongamento e outras atividades físicas para serem feitas em casa durante a quarentena).

“A pandemia bagunçou um pouco a vida de todo mundo e sabíamos que o isolamento poderia gerar muitos impactos emocionais e físicos no nosso time. Priorizamos muito a saúde e o bem-estar de todos e foi por isso que implementamos o NeoMind e o NeoFit, que foram muito bem recebidos pelo time. Além disso, é claro que o pessoal ficou com saudade dos happy hours na quarentena, então tivemos diversos ‘bares online’, além de jogos por videoconferência que acontecem até hoje e passamos a chamar de ‘Neolimpíadas’”, relembra Eduardo Oliveira.

 E as conquistas da NeoSolar também são compartilhadas como conquistas de cada um, com programas de premiação por alcance em metas e a divulgação transparente dos indicadores comerciais entre todos os funcionários. Além disso, há sempre o objetivo de grandes resultados sejam comemorados com festas (de forma virtual durante a pandemia, mas com envio de vouchers para que os funcionários pudessem comemorar em casa).

O reconhecimento do GPTW

Outra iniciativa da empresa foi a participação, desde 2021, da pesquisa do Great Place To Work — e, pelo segundo ano consecutivo, a empresa atingiu a nota necessária para receber a certificação da consultoria.

Com base em um questionário respondido por 90% dos colaboradores, a NeoSolar obteve excelentes avaliações nos 5 temas abordados pela pesquisa do GPTW: respeito, credibilidade, orgulho, imparcialidade e camaradagem. Em alguns deles, a companhia inclusive superou o benchmark, que considera as 150 empresas mais bem avaliadas do Brasil.

O Great Place to Work é uma consultoria global que apoia organizações a obter melhores resultados por meio de uma cultura de confiança, alto desempenho e inovação – uma história que começou nos anos 1980 e cada vez se mostra mais relevante no dia a dia das empresas.

Certificação Great Place to Work NeoSolar
Confira a Certificação GPTW

Para a NeoSolar, aplicar a mais reconhecida pesquisa de clima organizacional do mercado é um importante direcionamento para compreender a visão dos colaboradores sobre a empresa e definir o planejamento estratégico para as próximas ações — com foco na evolução constante na satisfação e desenvolvimento dos colaboradores.

“Receber a certificação nos enche de orgulho e confiança para seguir investindo nas pessoas, o que sempre foi uma marca da NeoSolar.  Mas participar do GPTW, para nós, vai muito além de ganhar uma certificação. O que mais buscamos são os insights que a pesquisa oferece com a tutela de uma consultoria reconhecida internacionalmente, indicando com clareza em quais pontos ainda podemos evoluir mais”, diz Eduardo Oliveira.

Equipe NeoSolar - Great Place to Work
Equipe NeoSolar

“Passamos muitas horas dos nossos dias no trabalho e acreditamos de verdade que devemos fazer com que a experiencia do pessoal seja “mais do que apenas um trabalho”. Queremos que as pessoas se sintam felizes e motivadas, verdadeiramente como parte da organização e mantendo um clima positivo para todos. Buscamos os melhores profissionais, mas acreditamos que um bom ambiente é fundamental para cada um conseguir ser o melhor de si”, pontua Oliveira.

Microinversor ou Inversor String: Qual a melhor opção para seu Sistema Solar?

O inversor é um equipamento fundamental para um sistema de energia solar – mas, afinal, qual o melhor tipo: microinversor ou inversor string?

Dúvidas no momento da instalação

Na hora optar por um projeto de energia fotovoltaica, começam a surgir várias perguntas, como o local onde instalar, por exemplo. Um sistema fotovoltaico pode ser instalado em telhados, terrenos, fachadas etc.

Após a decisão de onde instalar o projeto, surgem as dúvidas relacionadas à quantidade de placas, ao tipo de bateria e ao aproveitamento do sistema.

Mas é importante fazer a escolha certa de todos os componentes para ter mais eficiência de longo prazo, por isso um ponto essencial para ter um sistema otimizado é decidir pela instalação de microinversores ou inversores string.

Exemplos de Microinversor e Inversor String
Microinversores x Inversores String

Cada projeto é um caso

Cada projeto tem suas próprias características, e é preciso analisar as diferenças entre as opções para tomar a decisão mais acertada.

Projetos menores, como os residenciais, encontram nos microinversores a melhor opção para otimizar o sistema fotovoltaico. Enquanto isso, projetos com grande quantidade de placas podem ter menor custo no gerenciamento com inversores string. Outro ponto relevante a se considerar é a quantidade baterias necessárias para suprir a necessidade.

Para decidir, é preciso calcular o melhor payback de longo prazo.

Entendendo mais sobre inversores

Os inversores são partes essenciais – e muito complexas – dos sistemas fotovoltaicos. Eles são responsáveis por converter a energia produzida pelas placas solares de Corrente Contínua (CC) para Corrente Alternada (CA), tornando-a viável para a rede elétrica tradicional. Dessa forma, é possível se integrar à rede local e ligar equipamentos elétricos, lâmpadas etc.

Se o projeto tem conjuntos menores de até quatro placas solares, o microinversor é a melhor opção, por ser capaz de gerenciar as placas de maneira individualizada, garantindo otimização do sistema por décadas. Por outro lado, os inversores tradicionais gerenciam strings, isto é, conjuntos de módulos fotovoltaicos ligados em série.

Para entender como funciona o gerenciamento, é preciso compreender como os MMPTs são utilizados em cada tipo de inversor. MPPT significa Maximum Power Point Tracking, ou Rastreamento do Ponto de Máxima Potência, algoritmos dos inversores que identificam o ponto de máxima potência para o funcionamento dos painéis solares.

Por meio dos MPPTs, são encontradas as melhores condições entre corrente e tensão para gerar energia de forma mais eficiente.

Em um sistema com microinversores, o gerenciamento de MPPTs acontece de forma individualizada, o que contribui para que o projeto com microinversores gere mais energia que no caso da utilização inversores string, que analisam o conjunto das placas. O desempenho superior dos microinversores pode ser percebido principalmente em instalações com sombreamento, mal funcionamento ou perda de rendimento dos painéis.

Diferença de Desempenho entre Microinversores e Inversores String graças aos MPPT's
Diferença de Desempenho entre Microinversores e Inversores String

Como escolher o inversor por tipo de projeto

Em relação ao tipo de projeto, os inversores string são ideais para sistemas fotovoltaicos com muitas placas, em grandes áreas abertas, planas e sem sombreamento, garantindo que todas as placas estejam niveladas, inclinadas e orientadas igualmente, sem nenhum empecilho ao sol ao redor.

Isso acontece porque, com inversores string, é necessário que as diferentes placas conectadas estejam direcionadas na mesma orientação para produzir a tensão idêntica ou similar. O mesmo inversor string não pode ser usado para painéis que estejam voltados para lados opostos ou inclinação distinta.

Para projetos menores, como os residenciais, normalmente com até quatro placas ou outros que necessitem de nivelamentos, inclinações e orientações diferentes das placas, os microinversores serão mais indicados.

O gerenciamento diferenciado realizado por microinversores proporciona que, em caso de sombreamento do sistema por folhas, galhos ou outros fatores que podem prejudicar o aproveitamento da radiação solar, o desempenho ruim de um único painel não afete os demais.

Ou seja, cada módulo recebe tratamento diferenciado para otimizar sua energia, e o sombreamento de um deles terá um impacto restrito e muito menor no sistema como um todo.

Saiba mais:

Quando é necessária a string-box?

Quando o assunto é instalação, é preciso entender a diferença entre o microinversor, mais compacto e prático, e o inversor string, mais robusto. O microinversor é colocado por trás do próprio painel solar e o custo de instalação é reduzido por não necessitar de uma string-box.

O inversor string, pelo tamanho e necessidades de segurança, deve ser instalado longe do sistema fotovoltaico. A potência de um inversor string, maior do que a dos microinversores, torna-o mais pesado e traz a necessidade de manuseio por mais de uma pessoa, por sua dimensão.

Inversores string, além de serem equipamentos maiores, por normativas de segurança obrigatórias, precisam ter uma instalação a mais: a string-box, pois o sistema necessita de cabos que transportam a corrente tensão elevada (até 1500V).

Garantindo a segurança do sistema fotovoltaico

Em caso de problemas no funcionamento ou curto-circuito, é possível desligar o painel danificado do sistema no caso de uso de microinversores, o que os torna mais seguros e mais simples.

A energia já sai do microinversor como Corrente Alternada próxima dos painéis solares, diretamente do próprio telhado ou local de instalação do sistema, com níveis de tensão baixos e seguros, entre 127 e 220V, não necessitando de outras instalações. Em caso de incêndio, sistemas com microinversores também trazem mais segurança a bombeiros e brigadistas.

Inversores string necessitam de string-box e, em caso de grandes incêndios, trazem mais risco de consequências graves como explosões, pelas altas tensões geradas. Outro risco é o de choque elétrico grave, devido às altas tensões verificadas nos sistemas com inversores string.

Escolha de inversor pode ter impacto no custo de manutenção

Por sua durabilidade maior e tempo de garantia estendido em relação ao inversor tradicional, o microinversor tem custo de manutenção reduzido. Sua configuração também permite acompanhar o desempenho do sistema fotovoltaico com mais facilidade, até por meio de wi-fi.

Com menos tempo de garantia e durabilidade menor, inversores string precisam de reposição na meia-vida dos painéis solares, tornando o custo de longo prazo maior. Além disso, os inversores tradicionais monitoram por string, ou seja, por conjunto de painéis, enquanto os microinversores conseguem verificar o desempenho de cada placa.

Manutenção no Sistema Fotovoltaico
Manutenção no Sistema Fotovoltaico

A característica de monitoramento por string, no caso dos inversores tradicionais, é um complicador para a manutenção do sistema fotovoltaico, dificultando encontrar problemas específicos nas placas solares, que ficam “mascarados” no conjunto. Por outro lado, devido à instalação mais acessível da string-box, a manutenção do inversor em si torna-se relativamente mais simples.

Outras diferenças entre microinversor e inversor string

Durabilidade: A durabilidade do microinversor pode chegar de 25 a 30 anos, o que significa que ele terá o mesmo tempo de vida útil do painel solar, enquanto os inversores string duram entre 10 e 15 anos, ou seja, metade do tempo das placas. Ou seja, para cada conjunto de placas com vida útil de 30 anos, seria necessário trocar o inversor string pelo menos uma vez durante o período.

Garantia: Os microinversores normalmente apresentam de 10 a 15 anos de garantia. O inversor string tradicional tem a metade do tempo em comparação com o microinversor, dependendo do fabricante, isto é, de 5 a 7 anos de garantia.

Expandindo o sistema fotovoltaico

A escolha entre microinversor ou inversor string influencia várias outras decisões de longo prazo, inclusive futuras expansões do sistema fotovoltaico. O microinversor traz maior flexibilidade na instalação, bem como facilita que o sistema seja aumentado posteriormente, devido à sua modularidade.

Quando um projeto com inversor string precisa ser expandido, é necessário estudar o novo dimensionamento e realizar a troca do equipamento para uma potência maior conforme a necessidade. Os novos painéis serão adicionados a outros mais antigos e, em se tratando de inversores string, o rendimento menor das placas anteriores tende a prejudicar o desempenho das mais novas. 

No caso de microinversores, para ampliar o sistema, basta adquirir mais painéis e adicionar o número proporcional de novos microinversores aos módulos. Além disso, o problema em relação a painéis mais antigos, verificado em sistemas com inversores string, é eliminado, uma vez que os microinversores otimizam individualmente cada placa.

Sistema Solar com Microinversor
Sistema Solar com Microinversores

Procure distribuidores e fabricantes confiáveis

Antes de adquirir um sistema fotovoltaico, levando em consideração o valor do investimento, é importante buscar um distribuidor confiável, mas também pesquisar sobre os fabricantes, conhecer o tipo de produto que está sendo adquirido e instalado.

Se a decisão é pelo microinversor no sistema fotovoltaico, é essencial verificar a presença de assistência técnica local pelo fabricante, reduzindo problemas de longo prazo.

Outra escolha necessária é por empresas que tenham solidez de mercado, já que são produtos com garantias de mais de dez anos e longa vida útil.

Distribuidores confiáveis devem ajudar o cliente a conseguir acionar a garantia junto ao fabricante caso seja necessário e tirar diversas dúvidas em todo o período de vida útil do produto — incluindo apoio na instalação, configuração do microinversor e resolução de problemas.

Melhor momento para projetos em energia solar

A instalação de sistemas de geração em energia solar deve se manter aquecida até janeiro de 2023, quando começará a ser aplicada a Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição, conforme o Marco Legal da Geração Distribuída.

Até lá, consumidores que instalarem um sistema solar terão isenção dessa tarifa por 23 anos, garantida pela legislação atual. Esse cenário tem levado a uma procura cada vez maior por projetos de geração fotovoltaica.