Prêmio Reclame AQUI: NeoSolar é finalista pelo 3º ano consecutivo

A confiança e a satisfação do cliente estão entre as maiores realizações que uma empresa pode alcançar, e essas convicções enchem de orgulho a NeoSolar ao ser indicada ao Prêmio Reclame AQUI pelo terceiro ano consecutivo.

O Prêmio Reclame AQUI reconhece as empresas que oferecem os melhores atendimentos aos seus clientes. A votação é realizada pelos próprios consumidores, o que torna essa premiação a mais importante do mercado.

A NeoSolar é indicada ao prêmio pelo terceiro ano consecutivo e, desta vez, concorre na categoria Serviços – Energia Solar com outras cinco marcas do setor. A campeã da categoria será anunciada após votação popular, que ocorre do dia 1º de setembro ao dia 30 de outubro.

Como faço para votar?

Para votar é muito simples! Basta efetuar seu login no site do Reclame Aqui e em poucos cliques você pode nos ajudar a trazer esse prêmio para casa!

Confira o passo a passo no vídeo abaixo:  

#VemProSol

Para a NeoSolar, ser uma empresa vai além de simplesmente divulgar e vender produtos a preços competitivos. Seu papel se estende ao compromisso inabalável com o cliente, garantindo um atendimento excepcional em todas as situações.

“Ser indicado ao Prêmio Reclame Aqui novamente é motivo de muito orgulho e um reconhecimento à dedicação de toda nossa equipe. Uma marca forte se constrói com relações sólidas junto aos nossos clientes, e são em situações imprevistas que buscamos nos destacar e realmente resolver o que for necessário para nossos clientes. Para nós não há outra forma de se trabalhar."
Eduardo Oliveira
Diretor de Marketing da NeoSolar

“Contamos com o apoio de nossos clientes e parceiros para levarmos o prêmio ao nosso time. Com certeza essa conquista vai nos motivar ainda mais a seguir oferecendo um atendimento de alto nível a todo o mercado”, conclui Oliveira.

NeoSolar conquista certificação GPTW pelo 3º ano consecutivo: Veja como votar

Empresa atingiu índice acima da média em todo o mercado nacional e foi destaque no setor de energia, reconhecida entre os melhores ambientes de trabalho

Um mês após completar 13 anos de história, a NeoSolar – maior distribuidora de produtos para energia solar Off Grid do Brasil – entra em julho com mais motivos para celebrar: a empresa acaba de conquistar, pelo terceiro ano consecutivo, o certificado GPTW, emitido pelo Great Place to Work (GPTW), consultoria global que certifica e reconhece os melhores ambientes de trabalho em mais de 90 países ao redor do mundo.

Leia também:

Top 20 do Setor de Energia

Em pesquisa respondida pelos próprios colaboradores de forma sigilosa, a NeoSolar obteve um índice acima da média nacional em temas como respeito, credibilidade, orgulho, imparcialidade e camaradagem. Dentro do mercado de energia, a empresa também foi destaque, classificada no top 20 nacional.

“O setor de energia é um dos mais promissores da economia brasileira e hoje temos um mercado robusto, com empresas muito modernas e estruturadas. Saber que estamos entre os 20 melhores lugares para se trabalhar nesse segmento é um marco para a NeoSolar.”
Eduardo Oliveira, Diretor de Marketing da NeoSolar, em frente a uma parede com os dizeres "NeoSolar - chegar na frente é o que nos move".
Eduardo Oliveira
Diretor de Gestão de Pessoas

Fortalecimento da cultura

Foto dos funcionários da NeoSolar reunidos ao fundo e os selos da certificação GPTW em destaque.

“O mais importante é saber que esse reconhecimento veio do nosso próprio time. A metodologia do GPTW está toda focada em ouvir os profissionais da empresa, que têm a oportunidade de valorizar os nossos melhores aspectos organizacionais e sugerir melhorias”, analisa Eduardo Oliveira.

O executivo destaca o papel das pesquisas GPTW ao longo dos últimos anos, ajudando a empresa a fortalecer sua cultura, ao mesmo tempo em que aumenta o quadro de colaboradores. “Participamos do GPTW há três anos e sempre formos certificados com destaque, em meio a diversos desafios ao longo desse período – como a pandemia e o nosso próprio crescimento no mercado, triplicando o número de colaboradores desde então”. 

“Um dos maiores orgulhos da NeoSolar é a nossa cultura e temos o desafio de preservá-la e constantemente aprimorá-la, com um ambiente saudável, motivador e produtivo. As pesquisas GPTW são fundamentais para atingir esse objetivo e nos inspira saber que estamos no caminho certo, sabendo que ainda existe muito a ser feito”, acrescenta.

“É uma grande realização saber que nosso ambiente de trabalho segue com as melhores avaliações, isso é fruto dos diversos mecanismos que já implementamos para garantir transparência e fortalecimento dos nossos princípios. Queremos que todos cresçam pessoal e profissionalmente na Neo, que realmente seja mais do que apenas um bom lugar para se trabalhar”, completa Oliveira.

Gostou do conteúdo? Compartilhe e fique atento às novidades do blog da NeoSolar.

E NÃO SE ESQUEÇA DE NOS SEGUIR NAS REDES SOCIAIS!

Não perca nada sobre Veículos Elétricos seguindo as redes sociais da NeoCharge:

Incentivos à energia solar: como o Brasil tem feito isso

É cada vez mais urgente e necessária a implantação de incentivos à energia solar e uso de fontes de energia limpas, renováveis e mais acessíveis à população.

Diversos agentes devem atuar em conjunto para promover um mundo mais sustentável, e é fundamental que políticas públicas contemplem medidas de desenvolvimento, apoio e incentivo às fontes renováveis – em especial à energia solar, se recortarmos o cenário para a realidade brasileira e focarmos no tema central deste blog.

Para isso, é preciso reduzir a burocracia e buscar legislações adequadas, que ajudem o Brasil a aproveitar o seu potencial e decolar no setor, ainda atrasado em relação aos países desenvolvidos.

Energia solar - Usina de geração solar

Mesmo assim, o cenário é promissor: desde 2012, a energia solar já gerou mais de R$ 150 bilhões em novos investimentos e 918 mil empregos, indicadores que interessam ao poder público, assim como a redução na emissão de 39 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade. 

É a prova de que a energia solar brasileira é capaz de promover benefícios em diversas áreas e merece uma atenção dos governantes e um plano consistente dedicado ao setor.

No texto abaixo, vamos falar um pouco sobre as iniciativas implantadas pelo poder público visando a ampliação do setor de energia solar no país.

Confira!

Leia também:

Governo federalEngenheiro examinando alguns painéis solares.

Uma das ações mais importantes do setor solar no Brasil aconteceu em 2012, quando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) lançou a Resolução Normativa 482, que permitiu ao consumidor gerar a sua própria energia. Com a REN 482, o uso dos créditos de energia solar também foi regulamentado no país. 

Em 2018, a legislação brasileira instituiu a Política Nacional de Energia Solar Fotovoltaica (Pronasolar), com o objetivo de ampliar a utilização de fontes de energia renovável com foco na energia solar fotovoltaica, por meio de linhas de crédito.

Mais recentemente, em março de 2023, um decreto presidencial incluiu o segmento de painéis fotovoltaicos, voltados para a produção de energia solar, no Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores (Padis).

Com isso, esses painéis passaram a contar com alíquota zero de Imposto de Importação, Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Programa de Integração Social/Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (PIS/Cofins), até dezembro de 2026. A medida vale para todos os painéis solares fabricados por empresas habilitadas ao Padis.

Incentivos à energia solar nos estados brasileirosHomem com as mãos apoiadas em uma placa de energia solar.

Agora vamos detalhar um pouco de como alguns estados brasileiros têm incentivado o mercado de energia solar.

Antes, é importante citar que, em abril de 2015, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) celebrou o seu convênio ICMS/16, e, assim, cada estado brasileiro pôde iniciar as concessões de isenção de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre a energia elétrica fornecida pela distribuidora à unidade consumidora.

Hoje, todos os estados e o Distrito Federal já oferecem esses benefícios fiscais para quem gera energia fotovoltaica. Além disso, oferecem também descontos no Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) – lembrando que cada município possui a sua própria lei e define as condições, o percentual e as regras do desconto.

Em Manaus (AM), a Câmara Municipal aprovou em maio deste ano um Projeto de Lei que institui uma campanha de incentivo à utilização de energia solar na capital amazonense, criando mecanismos para informar à população sobre os benefícios da tecnologia para o meio ambiente e a redução no valor da conta de luz. 

Além disso, o projeto solicita a implementação dos sistemas de energia solar em escolas, faculdades, hospitais, clínicas médicas, laboratórios, estabelecimentos de saúde, comércios e indústrias. 

No Piauí, desde 2021, os servidores estaduais podem adquirir um sistema de energia solar por meio de financiamento com parcelas descontadas em folha. De acordo com a lei, o sistema de energia fotovoltaica de cada residência ou propriedade será interligado à rede de energia elétrica, seguindo os protocolos técnicos e a resolução do sistema elétrico nacional.

No Rio de Janeiro, foi sancionada em 2022 a Lei 9.594, que também garante facilidade para servidores públicos ativos, inativos, militares e pensionistas do estado financiarem a compra de sistemas de energia solar. A legislação prevê que o incentivo será concedido por meio de um desconto sobre o preço de mercado, com pagamento de parcelas mensais através de consignação em folha, respeitando a margem de até 40%. 

No Espírito Santo, existe desde 2021 a lei que institui o Programa de Geração de Energias Renováveis do Espírito Santo (Gerar), com o objetivo de diversificar a matriz energética e fomentar o desenvolvimento econômico, com incentivos fiscais e tributários às empresas que se dedicam à fabricação de equipamentos geradores de energia renovável, em especial, solar, eólica e biomassa.

Em São Paulo, no final de 2022, o governador Rodrigo Garcia assinou um acordo de cooperação com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), para a criação do programa estadual de desenvolvimento da fonte solar e tecnologias sinérgicas, como armazenamento e hidrogênio verde, no território paulista. Na oportunidade, foi anunciada ainda a ampliação de incentivos fiscais para o setor, com regras mais favoráveis aos projetos de geração própria de energia solar.

Gostou do conteúdo? Compartilhe e fique atento às novidades da NeoSolar!

E NÃO SE ESQUEÇA DE NOS SEGUIR NAS REDES SOCIAIS!

Não perca nada sobre Veículos Elétricos seguindo as redes sociais da NeoCharge:

Dicas para o uso de bombas solares (especialmente nos meses de estiagem)

E esfriou…. Está chegando a estiagem, uma época de preocupação para agriculturores e pecuaristas, mas que pode ser bastante atenuada com o uso de bombas solares.

Em 21 de junho, começou oficialmente o inverno e, com ele, chegam os três meses mais frios e secos do ano. Essa época pode desencadear a temida estiagem, com chuvas abaixo da média, o que pode prejudicar especialmente rebanhos e plantações.

Confira cases com Bombeamento Solar:

Para produtores rurais e pecuaristas, a preocupação é fazer com que a água de rios, represas, lagos ou poços possa chegar para a irrigação, alimentação de animais e diversas atividades que requerem a utilização de energia.

No texto a seguir, vamos abordar uma tecnologia criada para auxiliar na captação de água e que ganha atenção especial durante a estiagem: as bombas de água com energia solar – ou, simplesmente, bombas solares -, opção mais econômica, confiável e que utiliza fonte limpa, renovável, silenciosa e inesgotável.

Confira!

Leia também:

O que são e como funcionam as bombas solares

O bombeamento solar se diferencia do convencional, pois, em vez de utilizar energia da rede elétrica, é alimentado pela energia fotovoltaica. Desta forma, promove a retirada de água dos lençóis freáticos, o que possibilita a irrigação de plantas e o abastecimento dos bebedouros dos animais, por exemplo. Por conta disso, as bombas solares podem ser usadas em lugares de difícil acesso e/ou remotos, onde a energia elétrica não é convencional, e também em centros urbanos, na reutilização da água da chuva, abastecimento de caixas d’água e bombeamento de água em jardins.

Elas funcionam assim: ao receber a energia proveniente do sol, as células fotovoltaicas das placas transformam a radiação diretamente em energia elétrica, no processo chamado de “efeito fotovoltaico”. Após a conversão da energia solar em elétrica, o painel energiza a bomba e leva a água até um reservatório, dispensando desta forma o uso de baterias.

As bombas solares podem ser submersas, quando instaladas dentro da água, com formato longo e cilíndrico para facilitar a instalação; ou de superfície, que ficam localizadas próximo à superfície, puxando a água da fonte e deslocando para o uso ou reservatório.

Existe ainda uma alternativa para grandes potências de bombeamento: as bombas de Corrente Alternada (CA) convencionais podem ser acopladas a um gerador de energia solar especialmente desenvolvido para isso. Da mesma forma que as bombas solares, o sistema não precisa de baterias ou geradores, funcionando normalmente na presença do sol.

Dicas importantes para uso de bombas solares

Na hora de comprar uma bomba solar, é preciso entender suas características para garantir uma operação eficiente, maior vida útil e baixa necessidade de manutenção.

1 – Prefira bombas com rolamento axial

Muitas bombas solares de baixo custo utilizam rolamentos de esferas, que são o principal ponto de quebra mecânica. A bomba precisa suportar a rotação, mas também faz um grande esforço axial para deslocar a água com pressões que chegam a dezenas ou centenas de MCA (Metros de Coluna d´Água).

2 – Utilize bombas com lubrificação à água

O ideal é utilizar bombas lubrificadas com filme fino de água, que, além de mais eficientes, evitam quebras e contaminações indesejadas.

3 – Tenha atenção com o material das bombas

Tanto o corpo da bomba quanto o bombeador devem ser de aço inox de boa qualidade, considerando também o tipo de líquido ou as características da água. O corpo da bomba deve ter uma espessura mínima para evitar vibrações e qualidade para durar muitos anos embaixo da água.

4 – Utilize motores PM BLDC

Evite utilizar bombas com escovas, que duram menos e são pouco eficientes. Prefira motores CC com imã permanente e sem escovas, o que aumenta a durabilidade e a eficiência, além de reduzir a necessidade de reparos.

Onde comprar bombas solares?

Agora que você já leu sobre a importância das bombas solares e suas aplicações, é hora de saber onde comprar.

Para isso, pode contar com a NeoSolar, líder no segmento Off Grid e que acaba de completar 13 anos de história no setor de energia solar brasileiro. A empresa oferece diversos modelos de bombas solares, kits e acessórios para a instalação do sistema, com soluções seguras, eficientes e o melhor valor do mercado.

Em 2023, a NeoSolar disponibilizou ao mercado brasileiro as bombas solares da marca ZTROON, disponíveis em quatro tipos (centrífugas, helicoidais, híbridas e de superfície), com 12 diferentes modelos. Além das bombas, são comercializadas peças de reposição compatíveis com os equipamentos, e é oferecido suporte técnico nacional para qualquer cliente. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe e fique atento às novidades do blog.

E NÃO SE ESQUEÇA DE NOS SEGUIR NAS REDES SOCIAIS!

Não perca nada sobre Veículos Elétricos seguindo as redes sociais da NeoCharge:

Bomba Solar: a solução ideal para a agropecuária em estiagem

Com edição de Marien Ramos

Saiba como funciona o sistema de bombeamento de água com bomba solar, importante para garantir a produção nos meses sem chuva

Com a chegada do inverno e de seus meses frios e secos, uma das preocupações de produtores rurais e pecuaristas é com a estiagem, período de chuvas abaixo da média e que pode comprometer rebanhos e plantações.

Para garantir a produtividade na agropecuária, uma das soluções ideais são as bombas
solares
, equipamentos capazes de promover o abastecimento de água no ano inteiro,
mas com ainda mais importância nessa época.

O bombeamento solar se diferencia do convencional, pois, em vez de utilizar energia
da rede elétrica, é alimentado por meio de energia solar fotovoltaica. Desta forma,
promove a retirada de água dos lençóis freáticos, o que possibilita a irrigação de
plantas e o abastecimento dos bebedouros dos animais, por exemplo.

Raphael Pintão, sócio-fundador da NeoSolar, maior distribuidora de produtos para energia solar Off Grid do Brasil, explica:

“Este tipo de sistema é muito usado em lugares remotos e de difícil acesso, onde a energia elétrica não é convencional. Nestes casos, a energia solar é a opção mais econômica e confiável para bombeamento de água, gerando economia significativa na instalação e na operação”

“É importante destacar que, além de ser uma fonte limpa, renovável e silenciosa, as
bombas abastecidas por energia solar surgem como alternativas viáveis e mais
econômicas. No fim das contas, beneficiam toda uma cadeia, com impacto direto na
qualidade da produção, já que a água influencia diretamente no que é produzido pelo
setor agrícola”, finaliza.

Como funciona uma bomba solar

Ao receber a energia proveniente do sol, as células fotovoltaicas das placas
transformam a radiação diretamente em energia elétrica, no processo chamado de
“efeito fotovoltaico”. Após a conversão da energia solar em elétrica, o painel energiza a bomba leva a água até um reservatório, dispensando o uso de bateria.

Bomba Solar em bombeamento de água, feito tanto pelas de superfície quanto as submersas
Para bombeamento de água com energia solar, podem ser utilizadas as bombas de superfície ou as bombas submersas

Mercado brasileiro

Em 2023, o mercado brasileiro de energia solar recebeu mais uma novidade da marca
ZTROON: as bombas solares. Estão disponíveis em quatro tipos (centrífugas, helicoidais, híbridas e de superfície), com 12 diferentes modelos. A exemplo dos inversores ZTROON, as novas bombas solares da marca também são distribuídas pela NeoSolar.

Além de todos os modelos de bombas, são comercializadas também peças de reposição compatíveis com os equipamentos, e é oferecido suporte técnico nacional para qualquer cliente. 

Linhas de bombas solares ZTROON

Conheça um pouco mais sobre as quatro linhas de bombas disponíveis:

  • Bombas Solares Centrífugas ZTROON: podem entregar altas vazões, sempre com longa durabilidade e alto rendimento. A baixa manutenção também é um diferencial, por terem menor desgaste que outros modelos e contarem com um moderno sensor de poço seco. Isso faz o equipamento parar de funcionar se o nível de água estiver muito baixo, evitando o risco de danificá-lo;
  • Bombas Solares Helicoidais ZTROON: aliando alta capacidade manométrica e eficiência energética, oferecem alto rendimento mesmo com a instalação de menos placas solares. Isso faz com que o preço de todo o sistema se torne mais barato, sem perder o alto rendimento e a excelente vazão de água;
  • Bombas Solares Híbridas ZTROON: ideais para quem precisa bombear água também durante a noite ou busca um backup (fonte reserva) para dias de baixa geração solar. Por trabalhar em Corrente Contínua e Corrente Alternada, o equipamento permite a troca de fonte sempre que desejável;
  • Bombas Solares de Superfície ZTROON: fáceis de instalar e ideais para múltiplas aplicações, conectam-se com todos os tipos de placas solares para garantir um bombeamento contínuo e confiável. As bombas de superfície não são instaladas dentro da água, diferentemente dos modelos submersos,. Assim, elas abrem uma gama grande de aplicações e facilitam o acesso e a inspeção visual.

Sobre a NeoSolar

A NeoSolar é a maior distribuidora de produtos para energia solar Off Grid do Brasil, focada em fazer da energia solar fotovoltaica uma solução viável e utilizada em todo o país. No mercado desde 2010 e uma das fundadoras da ABSOLAR, a NeoSolar oferece soluções para viabilizar a Transição Energética no país, com unidades de negócio especializadas em Energia Solar, Armazenamento de Energia e Infraestrutura de Recarga para Veículos Elétricos, com a marca NeoCharge.