Referência na distribuição de energia solar, NeoSolar completa 12 anos e prevê crescer 400% nos próximos 5 anos

Pioneira na distribuição de produtos de energia solar no Brasil, a NeoSolar completa 12 anos de história celebrando excelente resultados. Com mais de 40 mil clientes (os principais, revendedores e instaladores), a empresa espera crescer 400% nos próximos cinco anos, investindo sobretudo na diversificação do portfólio com novas tecnologias.

Baterias de lítio, Sistemas híbridos, Agronegócio e Microinversores são tendências e apostas da NeoSolar para os próximos anos, com novas linhas de produtos já disponibilizadas. Além de aumentar o portfólio, uma série de outras ações em andamento incluem aprimoramentos no e-commerce e no Portal B2B para melhorar a experiência de compra, e o aumento do time especializado que presta atendimento técnico aos clientes.

Unidades de Negócio NeoSolar
Unidades de Negócio NeoSolar

Já líder no mercado brasileiro de soluções Off Grid (sistemas não conectados à rede elétrica), a empresa tem realizado investimentos para atender à crescente demanda dos brasileiros por energia solar. Fatores como o programa Mais Luz para Amazônia, os constantes aumentos da conta de luz e a necessidade do país de diversificar sua matriz energética impulsionam a rápida expansão do setor, mesmo durante a crise econômica e a pandemia de Covid-19.

O mercado tem crescido exponencialmente à medida em que aumenta a conscientização sobre como a energia solar funciona e seus benefícios aos consumidores. Como uma das empresas mais tradicionais do setor, pudemos antecipar esse aumento de demanda e nos preparar para oferecer o melhor serviço – não apenas com um portfólio completo, mas também investindo em canais de vendas para empresas, com o portal B2B”, comenta Raphael Pintão, um dos sócios-fundadores da NeoSolar.

Impactos Ambientais, Sociais e Econômicos

Além do rápido e sólido crescimento, a NeoSolar também se orgulha muito dos impactos positivos que gerou nos seus 12 anos de existência, especialmente como líder nos sistemas Off Grid, que possibilita a chegada da energia solar a locais isolados sem acesso à rede elétrica.

“O negócio da NeoSolar tem um impacto positivo muito relevante. Desde o início, já evitamos a emissão de 1,2 milhões de toneladas de CO2, algo equivalente a quase 9 milhões de árvores. Além disso, demos acesso à energia para quase 70 mil famílias, água para 9 mil famílias e comunicação para 22 mil famílias”, conta Raphael Pintão.

Energia Solar é Renovável
Energia Limpa e Renovável (Crédito da Imagem: Reprodução)

“Isso sem contar o impacto econômico com empregos qualificados nas regiões mais carentes do país, com mais de 3000 instaladores formados, economia com o diesel e aplicações produtivas da energia. São números já muito significativos e que seguirão crescendo muito, em paralelo ao crescimento da empresa”, completa.

Rápida expansão do setor solar

Limpa, renovável e sustentável, a energia solar fotovoltaica teve a sua capacidade de geração dobrada nos últimos três anos e se tornou, no último mês de maio, a segunda fonte mais utilizada no mundo, de acordo com o relatório “Global Market Outlook for Solar Power 2022-2026”, produzido pela associação europeia SolarPower Europe – está atrás apenas da hidreletricidade.

Aqui no Brasil, o crescimento também é acelerado: segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a potência operacional da fonte fotovoltaica atingiu, em abril, 15 gigawatts (GW), número superior à potência instalada da usina hidrelétrica de Itaipu. Desse total, 5 GW são da geração fotovoltaica centralizada em usinas de grande porte, enquanto 10 GW vêm da geração distribuída (GD), composta sobretudo por painéis instalados em telhados, fachadas e terrenos.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), desde 2012, a fonte solar trouxe ao país R$ 78 bilhões em investimentos, gerou mais de 450 mil empregos e evitou a emissão de 20,8 milhões de toneladas de CO2.

Ainda segundo a ABSOLAR, o setor Off Grid (com sistemas de energia solar não conectados à rede elétrica) também deve crescer rapidamente, com um mercado de cerca de R$ 13 bilhões previsto apenas com a implementação do programa Mais Luz para Amazônia (MLA).

Saiba Mais:

Além do projeto MLA, a demanda por esse tipo de energia solar tende a crescer também em outras áreas sem acesso à energia ou com rede elétrica precária. O aumento dos apagões com crises hídricas e a instalação das torres de 5G e de outras aplicações técnicas que precisam da energia solar são outros fatores que provavelmente impulsionarão o Off Grid nos próximos anos.

2022: o ano para investir em energia solar

E a expectativa é que, em 2022, a energia solar tenha um crescimento ainda maior que nos últimos anos – especialmente no setor On Grid (de sistemas conectados à rede elétrica), no qual a NeoSolar tem se fortalecido com o aumento de portfólio de microinversores.

“O marco legal para regular os micro e minigeradores da GD deve impulsionar bastante o segmento, pois o consumidor que instalar um sistema solar até janeiro de 2023 garante as regras de tributação atuais por mais 23 anos. É o melhor momento para garantir o modo mais barato e sustentável de gerar energia”, explica Pedro Pintão, também sócio-fundador da NeoSolar com o irmão Raphael.

De forma geral, a instalação de energia solar reduz a conta de luz de consumidores nas cidades, complementando a geração de energia da rede elétrica. “Sempre digo que o melhor momento para instalar energia solar é hoje e isso não é um clichê, tem um motivo econômico. Como a energia solar custa menos que a energia da rede, quanto antes você instalá-la maior será seu benefício. O retorno financeiro que o sistema dá compensará o investimento”, explica Pedro Pintão.

Pioneirismo é a marca do negócio

Foi em junho de 2010, nos primórdios da energia fotovoltaica no país, que os irmãos Raphael e Pedro decidiram fundar a NeoSolar. O objetivo era criar uma empresa ligada à sustentabilidade e que fizesse parte de um mercado pouco explorado.

“Há pouco mais de uma década, praticamente não se falava em energia solar no Brasil, não existiam usinas geradoras nem empresas para disponibilizar produtos com essa tecnologia aos consumidores”, relembra Raphael Pintão sobre o começo da NeoSolar. “Desde o início, a palavra que norteia o nosso negócio é o pioneirismo e nos honra muito poder dizer, exatamente 12 anos depois, que contribuímos com o desenvolvimento de todo setor no país”, completa.

Referência na distribuição de tecnologias para projetos On Grid (quando os painéis solares estão ligados à rede elétrica) e, principalmente, para projetos Off Grid (quando há total independência da rede elétrica), a NeoSolar é uma das fundadoras da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), entidade sem fins lucrativos que representa os interesses do setor e conta com mais de 600 empresas associadas.

A companhia também é responsável por realizar o projeto do primeiro sistema de energia solar On Grid homologado no estado de São Paulo, em uma galeria de arte na cidade de Ribeirão Preto, em 2013. Além disso, promove diversos cursos de capacitação sobre a utilização de produtos – como painéis, bombas e baterias -, que já formaram mais de 3.000 alunos.

Pedro Pintão recorda que, mesmo sem ter nenhum investimento externo, o negócio apresentou crescimento em todos os anos, sem exceção.

“É com muito trabalho, além de conhecimento técnico e uma busca constante por novidades, que nós conseguimos levar e manter uma empresa familiar na posição de liderança que ocupa atualmente, sendo responsável por mais de 30% do market share em Off Grid”.

Aposta no crescimento dos veículos elétricos

Em 2016, a NeoSolar colocou seu pioneirismo à prova mais uma vez, agora com a mobilidade elétrica. A empresa incorporou ao seu negócio uma área responsável por oferecer soluções em infraestrutura de recarga para veículos elétricos: a NeoCharge, que já é referência no mercado com a distribuição de equipamentos, cursos, serviços técnicos e operação compartilhada de estações de recarga e eletropostos.

“A NeoCharge é mais uma prova de que levamos em nosso DNA o espírito empreendedor e o desenvolvimento de negócios que impactam positivamente a vida de todos. Há seis anos, temos também a missão de promover a mobilidade elétrica no Brasil, já que o carro movido a eletricidade é mais econômico e muito mais sustentável que os veículos abastecidos por combustíveis fósseis. Estamos falando de um caminho sem volta”, destaca Pedro.

Em 2022, já consolidada na venda de carregadores para veículos elétricos, a NeoCharge anunciou a contração do CEO Diogo Seixas e divulgou a intenção de realizar um Spin-Off nos próximos anos.