Inaugurada a maior obra de energia solar residêncial do Brasil

Desenvolvido pela Neosolar Energia e aprovado pela CPFL, é o primeiro projeto de microgeração de energia solar fotovoltaica para auto-consumo do Estado de São Paulo.

Foi inaugurado (21/08), o maior projeto do país para microgeração distribuída de energia solar com base na resolução normativa da ANEEL n°482/2012. A casa, localizada em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, será a primeira do Estado e a maior do país seja em capacidade instalada (25,2 kWp) ou em produção de energia (3.300 kWh/mês) e ainda devolverá à rede o excedente não consumido.

 Projeto Energia Solar em Ribeirão Preto

O projeto, concebido pela Neosolar Energia, empresa paulista especializada em soluções para energia solar fotovoltaica foi aprovado pela CPFL Paulista, concessionária da região que pertence ao grupo CPFL Energia. O sistema especialmente projetado para o auto-consumo desta residência – que também abriga uma galeria de arte particular. A energia excedente será utilizada para compensar o consumo em outros imóveis do mesmo proprietário, visando reduzir os custos com as contas de luz.

 

A Resolução Normativa 482 da ANEEL, que entrou em vigor em dezembro de 2012, regulamenta que qualquer residência, comércio ou indústria poderá instalar um sistema de micro ou minigeração distribuída para o auto-consumo, e ainda poderá obter créditos em sua fatura, devolvendo à rede a energia excedente produzida.

 

A residência é a primeira do estado de São Paulo a usufruir desta regra, que é considerada “um marco importante para o desenvolvimento energético do país”, segundo afirma Pedro Pintão, engenheiro e sócio-diretor da Neosolar Energia. Também será uma referência para a CPFL Energia, que tomará este projeto como base para os próximos, que estão em andamento nas regiões sob sua administração.

 

“A CPFL trabalha para garantir segurança e qualidade no fornecimento de energia, com estes novos geradores que serão ligados à rede elétrica, a partir da popularização dos sistemas de geração. A microgeração tem potencial para beneficiar consumidores, com a economia na conta de luz, a sociedade, promovendo geração e energia limpa e as distribuidoras de energia, que passam a contar com mais energia no sistema, otimizando investimentos”, afirma Paulo Ricardo Bombassaro, Diretor de Engenharia da CPFL Energia.

 

Para suprir a demanda energética do local e de outras propriedades do mesmo dono, foram usadas 180 placas de 140Wp cada, totalizando 25,2 kWp, e seis inversores de 3,8 kW cada. O investimento total foi de R$ 220 mil, e a capacidade de produção será de cerca de 3.300 kWh por mês. Com isso, em até sete anos é possível ter o retorno do valor investido.

 

“O custo do projeto é proporcional ao perfil de consumo mensal, e este investimento tem um retorno interessante, considerando a queda expressiva no valor da conta de luz – que sozinha já pagará o sistema em sete anos – além da valorização do imóvel e a elevada vida útil do sistema”, informa Pedro.

Veja o vídeo da Instalação 

Instalação Grid-Tie

Governo Federal Incentiva Redução dos Custos da Energia Solar no Brasil

O Ministério de Minas e Energia (MME) pretende dar mais abertura para que as empresas fornecedoras de insumos para produção de energia solar possam participar de leilões no Brasil e, com o aumento da concorrência, fazer o custo da energia solar ser reduzido, dos atuais R$300 por megawatt-hora (MWh)/mês, para R$ 165 por MWh/mês, em cincos anos.

 

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, revelou que o leilão de energia A-3, com entrega a partir de 2016, contará pela primeira vez com a participação de empresas de energia solar e proveniente de resíduos de lixo. Com isso, será possível mapear as empresas fornecedoras, estimular a competitividade e o mercado brasileiro para a produção nacional de placas fotovoltaicas e outros equipamentos necessários para fazer funcionar o sistema.

 

Com isso, ter a energia solar como fonte principal de energia elétrica é uma realidade ainda mais próxima para os brasileiros, já que, desde dezembro de 2012, está em vigor a Resolução Normativa (RN) 482, de 17/04/12, publicada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Essa resolução regulamenta a micro e mini produção de energia, em que proprietários de residências, comércio e indústria poderão produzir sua própria energia. Através de equipamentos específicos, a energia gerada e não consumida no local poderá ser enviada à rede, para consumo em outro ponto, e gerar créditos para o consumidor na próxima fatura.

 

Espera-se que estas medidas possam estimular também as concessionárias de energia em todo o país a se adequarem às novas regras, melhorando os processos de aprovação dos projetos grid tie, incentivando o consumidor final a aderir a esta fonte de energia, que tanto contribui para a sustentabilidade do planeta.

Microgeração Fotovoltaica deve se tornar Realidade no Brasil

Durante evento em São Paulo na última semana, o coordenador da Comissão de Estudos de Sistemas Fotovoltaicos de Energia do Comitê Brasileiro de Eletricidade, Eletrônica, Iluminação e Telecomunicações (Cobei/ABNT), Ildo Bet, revelou que a normatização para a conexão de inversores solares à rede elétrica – para os sistemas de até 10kvA, monofásicos e polifásicos – está finalizada. A determinação dessas regras de conexão fotovoltaica com a rede deverá entrar em consulta pública em outubro deste ano.
Continuar lendo

INOVA FV – Conclusões e Demandas

Abaixo reproduzimos na íntegra o relatório final (disponível no site do NIPE/UNICAMP) do evento InovaFV, a NeoSolar participou, que trás novas perspectivas para o mercado de energia fotovoltaica no Brasil.

Tire você mesmo suas conclusões, vale a pena ler o texto.
Continuar lendo

Mineirão terá usina solar de R$27milhões

A Cemig vai investir 12 milhões de euros – o equivalente a cerca de R$27 milhões na construção de uma central fotovoltaica sobre a cobertura do estádio do Mineirão, em Minas Gerais. Desse montante, 80% será proveniente do banco de fomento alemão KFW, enquanto os 20% restantes serão capital próprio da Cemig.

Segundo o engenheiro e gestor de projetos da Cemig, Alexandre Heringer o projeto está dentro da sua ordem normal, aguardando apenas as especificações técnicas. “Já estamos contratando as empresas de consultoria para definição do projeto executivo”.

Estadio Usina Solar - Credito World Stadium, Taiwan
Continuar lendo

Carregadores para carros e bicicletas elétricas em Amsterdam

Carregador Elétrico para veículos em Amsterdam

Os moradores de Amsterdam possuem um estilo muito especial no que diz respeito ao transporte urbano.

Um dos principais meios de transporte é a bicicleta e não é raro ver executivos, mães e filhas, trabalhadores e todos os tipos de pessoas andando de bicicleta por Amsterdam. A topografia plana e as ruas muito estreitas explicam em parte a vasta utilização de bicicletas.
Continuar lendo

EUA tem plano oficial para energia solar a US$60

O governo norte-americano apresentou nesta sexta-feira (04/02) um programa para reduzir em 75% o custo dos painéis solares fotovoltaicos até o fim desta década com o objetivo de tornar a tecnologia competitiva sem a necessidade de subsídios. A meta é chegar ao custo de US$ 1 por watt instalado, o correspondente a US$ 60 (R$ 100) por MWh.

Denominado SunShot Initiative, o programa prevê investimentos de aproximadamente US$ 2 bilhões até 2020, em parceria com órgãos governamentais, laboratórios de pesquisas, instituições acadêmicas e a indústria. Já foram concedidos patrocínios de US$ 27 milhões para nove projetos de pesquisa e desenvolvimento da área.
Continuar lendo

Energia solar será competitiva em 4 anos no Brasil, diz Dupont

Um dos principais players do mercado de energia solar no mundo, a Dupont, vê mercado promissor no Brasil e prevê energia solar competitiva em no máximo quatro anos.

Avaliando o potencial energético brasileiro, aumento da demanda e preço da energia convencional além, é claro das constantes quedas de preço da energia solar no mundo, a Dupont acredita fortemente em nosso mercado e faz investimentos em conjunto com universidades de renome como USP e UFRGS fornecendo, inclusive, produtos que ainda não foram lançados no mercado. Além disso, a empresa ainda participa de comitês setoriais, sempre cm intuito de estimular o mercado brasileiro.
Continuar lendo

Nova tecnologia solar para células multicristalina atinge eficiência de 17,5%

Renesola, um grande fabricante chinês de produtos solares, anunciou esta semana uma nova lâmina multicristalina de silício que gera células solares com eficiência de 17,5%.

Apelidada de Virtus, a lâmina será vendida para os clientes atuais da Renesola (entre eles Suntech Power, JA Solar, e ARISE Technologies) e começa a ser produzida de forma piloto já no início de 2011.
Continuar lendo

Alemanha financiará energia limpa após acordo com o BNDES

O Banco alemão de desenvolvimento KFW deve anunciar nas próximas semanas um acordo com o BNDES de 52 milhões para financiar projetos de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), com capacidade para produzir até 20 megawatts (MW) de energia. A instituição alemã também está finalizando um acordo de eficiência energética com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), no valor total de 120 milhões, que será anunciado no começo de 2011.
Continuar lendo