Energia Solar: Termosolar de R$325milhões na Paraíba

O trio de empreendedores paulistas Edmond Farhat, Sérgio Reinas e Rafael Brandão foi buscar inspiração nos Estados Unidos, com tecnologia semelhante ao Ivanpah Solar Energy Generating System, a maior usina do gênero do mundo, situada no deserto de Mojave, na Califórnia, que vai consumir US$ 168 milhões e gerar 354 MW. Este projeto tem o Google como um dos principais investidores.
Continuar lendo

Energia solar passa a ter incentivo e deve seguir o rastro da eólica

A Energia Solar parece finalmente ser a bola da vez.

A ANEEL vem trabalhando no sentido instaurar normas para sistemas fotovoltaicos conectados a rede. Recentemente estados como Ceará e Rio de Janeiro anunciaram ações de incentivo a Energia Solar Fotovoltaica. A usina fotovoltaica de Tauá começou a operar e já inicia expansão. 3 outras usinas somando 90MW já entraram com pedido de outorga no Rio Grande do Norte.
Continuar lendo

INOVA FV – Conclusões e Demandas

Abaixo reproduzimos na íntegra o relatório final (disponível no site do NIPE/UNICAMP) do evento InovaFV, a NeoSolar participou, que trás novas perspectivas para o mercado de energia fotovoltaica no Brasil.

Tire você mesmo suas conclusões, vale a pena ler o texto.
Continuar lendo

Estado de SP pode ter grande investimento em usina Solar

Foram divulgadas recentemente diversas iniciativas para construção de usinas solares. Dentre elas, a usina da MPX em Tauá (CE), já está em construção. Sobral (CE), Petrolima (PE), Coremas (PB) e Sete Lagoas (MG) também já foram alvos de anúncios de usinas solares no Brasil.

O estado de São Paulo que até o momento ainda tem papel secundário no cenário da energia solar no Brasil, pode se colocar na frente dos demais na corrida pelo desenvolvimento das usinas solares.

A cidade de Votuporanga, no interior de São Paulo, está prestes a receber a primeira usina fotovoltaica do Estado. O projeto, que está orçado em R$250 milhões, foi idealizado pelo grupo de investimento chinês Sky Solar, e está sendo tocado pela espanhola Sunbeam. A usina  irá ocupar uma área de 25 alqueires, com potência instalada de 33MW. A pretensão do grupo é vender a energia gerada pela planta a R$300 por MWh. O preço perseguido pelos investidores para a usina está abaixo do apresentado em empreendimentos solares planejados para o País. Segundo o CEO da Braselco, Armando Abreu, consultoria especializada em fontes renováveis, o custo da geração solar está entre R$400 e R$600 por MWh.
Continuar lendo

Sobral, no Ceará, também terá usina solar

A concretização de uma usina solar para Sobral foi o objetivo de uma reunião realizada na tarde de ontem no 5º andar do Paço Municipal da cidade. Duas empresas estrangeiras, Braener Energias Renováveis e Sky Solar Group, pretendem investir na região a partir do ano de 2011. A cidade fica a 233 quilômetros de distância da Capital cearense. De acordo com o vice-presidente de desenvolvimento de negócio da Sky Solar Group, Hong Chen, após a etapa de leilões prevista para dezembro, o grupo pretende inaugurar o parque de energia solar no município num prazo de 12 meses.

“Sobral para nós tem um recurso muito importante porque tem muito sol, e o ano inteiro. Isso é muito vantajoso”, disse Hong Chen. De acordo com o investidor, a nova empresa deverá gerar aproximadamente três Megawatts (MW) quando estiver em operação. Serão investidos cerca de R$ 10 milhões para a instalação de 1 MW de capacidade, que permitirá abastecer aproximadamente 1,5 mil residências. De acordo com o censo demográfico de 2000, o último que está divulgado no site do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), havia cerca de 155 mil habitantes.
Continuar lendo

Ceará quer atrair investidores para desenvolver plantas solares

O Ceará quer sair na frente na geração de energia solar no Brasil. O Estado, que receberá a primeira planta fotovoltaica do país, fruto de um projeto piloto da MPX Energia, já negocia diretamente com diversas empresas do setor e com fabricantes de painéis e equipamentos . As conversas são levadas adiante pela Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (ADECE). De acordo com o diretor responsável pela área de energia renovável do órgão Fernando Pessoa, já existem projetos sendo desenvolvidos, além da MPX, pelos grupos Martifer, Abengoa, Enel e Esbra.

“Além desses investidores, os maiores players mundiais fabricantes de componentes de geração solar, tais como Sharp, SMA, 3M, Gold Silicon e outros, já estão negociando protocolos de intenção com o governo do Estado”, adianta Pessoa. “O Estado fará chamadas públicas até o final do ano para os investidores que queiram gerar energia de fonte solar fotovoltaica e, posteriormente, para os interessados em comprar esta energia (os consumidores)”, explica o diretor da ADECE. De acordo com Pessoa, as empresas precisarão assumir compromissos de médio e longo prazo com a região para receber os benefícios fiscais.
Continuar lendo