Sugestão de Baterias

  • Marcelo Norimbeni
  • Avatar de Marcelo Norimbeni Autor do Tópico
  • Offline
  • Novato
  • Novato
Mais
5 anos 9 meses atrás #480 por Marcelo Norimbeni
Ola, comprei um kit com 2 Paineis Fotovoltaico Yingli YL140P-17b (140Wp) e um conotrolador
Epsolar Landstar LS2024 20A 12/24V.

Estou pensando em comprar 2 Baterias estacionarias uma de 240ah e outra de 115ah e ligalas em paralelo.

Teria algum problema em fazer esta ligação???
Os paineis dariam conta de carregar estas baterias ???

Obrigado

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

  • Glaucio Batista
  • Avatar de Glaucio Batista
  • Offline
  • Membro Expert
  • Membro Expert
  • Ser perseverante na Fé e na Honestidade.
Mais
5 anos 8 meses atrás #482 por Glaucio Batista
Marcelo, tudo bem?

A regra é clara, como falam os narradores de futebol: Nunca utilize baterias diferentes tanto em série como em paralelo. Te lembra da lei de Georg Simon Ohm? duas ou mais baterias diferentes interligadas entre-se pode "enganar" o equalizador após estarem carregadas, isso em virtude de ambas trabalharem com Energia eletroquímicas e resistência internas diferentes.

Trocando em miúdos, ambas tem que terem a mesma força eletromotriz, caso contrário vai ter menor vida útil com certeza. :huh:

Exemplos páticos é só retornar, que lhe passarei alguns resultados ;)

Até mais...

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

  • Glaucio Batista
  • Avatar de Glaucio Batista
  • Offline
  • Membro Expert
  • Membro Expert
  • Ser perseverante na Fé e na Honestidade.
Mais
5 anos 4 meses atrás #624 por Glaucio Batista
Sobre baterias - PARTE -I

Aos membros do fórum e a quem interessar possa, foi elaborado um tutorial sobre baterias que será dividido em três partes e que serão postados noutra ocasião. Primeiramente serão abordadas informações teóricas postas de forma simples afim de que todos possam compreender as informações dadas.

Quem de nós ainda não ouviu falar a palavra bateria? São criadas para diversos fins com uma variedade muito grande de aplicação e tecnologia. Teoricamente toda bateria é um acumulador que se subdividem em primários e secundários, como lidamos basicamente com a segunda categoria será esse objeto de nosso tutorial.

Não julgo necessário enfatizar das definições das partes de um acumulador, más é imprescindível que o técnico instalador ou vendedor da área conheça as substancias empregadas na variedade encontrada no mercado.
Os principais são:
Os difundidos acumuladores de chumbo, Cádmio (níquel), Zinco, cádmio (prata), ferro níquel, lítio-íon etc. Vale salientar que a maneira como são construídos diferem sensivelmente de um para outro, embora sejam do mesmo tipo as aplicações são diferentes.
Ex.: Portáteis usam geralmente o tipo alcalino, para tração o tipo chumbo, estacionários estes podem ser do tipo níquel- cádmio, ferro-níquel e de chumbo e os mais comente vistos são para partidas do tipo chumbo. Recomendaria que ao necessitar de um acumulador atentasse para qual aplicação é destinado, vida útil estimada pelo fabricante e para os dados descritos em seus corpos como por exemplo, tipo construtivo, tensão nominal em seus terminais (2V para tipo chumbo e 1,2V para ferro-níquel e assim por diante, corrente de descarga nominal, sua capacidade (A/h), e capacidade reserva.

CARGA.
É um tema bastante controverso de um modo geral e muitos fazem na ignorância sacrificando a vida útil da bateria por utilizar métodos de carga que não condizem com a recomendada pelo fabricante. O recomendado, portanto, é obedecer a recomendação dada pelo fabricante, de um modo geral, durante a carga, é preciso que entregue a bateria um número de A/H superior aos que ele fornece durante a descarga. A relação onde a quantidade de eletricidade fornecida e a fornecida à carga é que devemos entender como rendimento de capacidade que fica na ordem de 0,90 a 0,96. Atenção para não confundir rendimento de capacidade com rendimento energético, ou seja, entre a energia elétrica obtida na descarga e a energia despendida na carga. Isso posto, o rendimento energético resulta ligeiramente inferior ao precedente visto que a tensão durante a carga é superior a de descarga. Más o que acontece com a diferença entre a energia fornecida e a consumida?
Essa diferença o próprio acumulador a consome em sua resistência interna e na transformação do eletrólito, esse mesmo eletrólito não deve ser superaquecido durante o processo de carga que se dá por corrente acima da recomendada pelo fabricante isso pode vir a danificar suas pacas internas.

CARGA RÁPIDA.
Com a evolução das baterias e dos carregadores/controladores de carga esse procedimento difundiu-se em vários segmentos e os menos informados costumam dizer “vai acabar com a bateria ou a carga não vai durar nada”, más a verdade é que as novas tecnologias empregadas nos controladores mais modernos vieram para mudar esse raciocínio, hoje grandes controladores são capazes de fornecer altas correntes, que permite a carga de até 80% da capacidade total em aproximadamente uma hora e até 40% da capacidade em vinte minutos sem danos a bateria, isso obedecendo as seguintes situações:
1-A intensidade da corrente não for tão alta a ponto de provocar excessivo aquecimento em muito pouco tempo;
2 – Essa intensidade de corrente deverá ser reduzida progressivamente a fim de evitar a fervura do eletrólito.

Nos controladores de carga mais modernos, possibilitam um controle preliminar de tensão por elemento, é isso que possibilita uma análise da bateria, outros utilizam sensores de temperatura para controlar a carga conforme estiver a temperatura do eletrólito.
Após o exposto, conclui-se que é com a temperatura que devemos nos preocupar, seja nas cargas ou descargas. Já tive a oportunidade de observar baterias em ambientes fechados e refrigerados, não em um cômodo com ar condicionado, mas sim no interior de uma geladeira que foi destinada somente para esta finalidade! Segundo quem improvisou ele consegue ter um controle bastante preciso da temperatura do eletrólito e consequentemente ganha muito mais em vida útil.

No primeiro post é só, no momento oportuno será abordo sobre instalação e segurança nos bancos de baterias, dimensionamento, sistema hibrido com bancos subdimensionados, acessórios de proteção, etc.

Até breve,

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 4 meses atrás #629 por Hugo
Olá a todos.

Sou novo no fórum e estou curioso em seguir o tema. Sou um total noob.

Pensei se alguém já teria ouvido falar desta nova bateria da Tesla: o Powerwall .

Gostaria de saber a opinião da neosolar e dos outros usuários sobre o potencial e viabilidade destas baterias. Não quero de forma alguma prejudicar o negócio da neosolar. É meramente curiosidade.

Aqui podem encontrar um vídeo da apresentação ao público.

Aqui uma breve explicação do produto.

Obrigado a quem quiser trocar umas idéias.

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 4 meses atrás #661 por Raphael Pintao
Hugo,

Não prejudica em nada, vc só está participando e colaborando!

A ideia de usar a bateria traz muitos benefícios mas bateria ainda é um problema, mesmo essa da TESLA, seja por preço, dificuldade de fabricação, descarte, etc.
É uma tendência, mas ainda um pouco distante.

Aqui no Brasil, os sistemas conectados ainda não podem ter baterias, ou pelo menos a norma é clara em dizer que não foi feita para sistemas com baterias. Acredito que isso vai mudar em algum momeento.
Na alemanha já tem muitos sistemas assim, mas lá a ideia é injetar a energia no horário em que se paga mais caro por ela. Aqui no brasil não há esta diferença.

abs

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
1 mês 2 semanas atrás #2890 por Luis Augusto Bonilla
Olá, gostaria de saber se tem problema de usar em um sistema off grid, de 48v, onde são necessárias 4 baterias, 2 baterias novas, e 2 com um ano de uso.
Sendo que as baterias são iguais.

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Tempo para a criação da página:0.110 segundos
Powered by Fórum Kunena