Dimensionamento da proteção

  • Marcus Vinícius Koerich
  • Avatar de Marcus Vinícius Koerich Autor do Tópico
  • Offline
  • Novato
  • Novato
Mais
5 anos 5 meses atrás #296 por Marcus Vinícius Koerich
Estou projetando um sistema de microgeração solar de 5KWp com duas strings de 10 módulos de 250 Wp e um inversor isolador monofásico 4,4 kW conforme.

Tenho algumas dúvidas na parte de proteção e pediria encarecidamente a sua gentileza em poder responder:

1) Utiliza-se um disjuntor em cada string ou um fusível para cada string? Ou apenas a chave seccionadora já presente no inversor? Levo em consideração a corrente de curto da string para dimensionar?
2) Utilizaria dois DPS (positivo - terra; negativo - terra) na entrada do inversor? Como dimensiono?
3) Utilizaria um DPS (fase - terra) na saída do inversor?
4) E o sistema de aterramento como se dá? A edificação não possui SPDA. Necessitaria de um cabo de 16 mm² conectado ao eletrodo de terra?

Obrigado,

Marcus

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 5 meses atrás #297 por Raphael Pintao
Marcus, projeto bacana!

1) Geralmente utilizamos um disjuntor para cada string. Além da proteção também facilita manobra, vale a pena e o custo não é tão importante. E sim, corrente de curo circuito pois é o máximo que poderia atingir.

2) Tem que projetar no detalhe pra definir e também se basear nas normas (não só de geração distribuída mas de instalação elétrica). Vai depender da corrente, do tamanho do cabo, condições de instalação, etc. Por exemplo, dependendo da dificuldade e tamanho dos cabos, as vezes colocamos DPS nas duas pontas (painéis e inversor) para proteger também o cabeamento. Não tenho como detalhar muito aqui pois precisaria projetar tudo em detalhes.

3) Sim, DPS tanto na parte DC quanto AC. Mesma coisa para disjuntores.

4) Aterramento segue as normas de instalação elétrica, como para qualquer outro tipo de sistema. (tanto pra carcaça quanto para circuito). O Cabo também deve ser dimensionado conforme normas ABNT (dependendo também das distâncias. Lembre-se, o aterramento não é apenas uma proteção para os equipamentos, mas também para as pessoas!!

Enfim, demanda um esforço maior e projetar mesmo, no papel, mas espero que essas dicas já lhe ajudem!!

Uma dica, quanto às proteções em DC e AC, é consultar diretamente as normas técnicas da distribuidora (para geração distribuída). A maioria delas tem até os diagramas, para diferente tamanhos e padrões de entrada da casa. Se a sua não tiver tantos detalhes, procure em outras e vai te ajudar!

Abs
The following user(s) said Thank You: Marcus Vinícius Koerich

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

  • Marcus Vinícius Koerich
  • Avatar de Marcus Vinícius Koerich Autor do Tópico
  • Offline
  • Novato
  • Novato
Mais
5 anos 4 meses atrás #302 por Marcus Vinícius Koerich
Rafael,

Muito obrigado pelas suas dicas. Realmente foram esclarecedoras.

Quanto ao uso de disjuntores na parte CC que comentasse:

1) Caso exista uma chave seccionadora CC acoplada ao inversor fica desnecessário o uso de disjuntor nas strings para efeitos de reparo/serviço e manutenção?

2) Esse disjuntor CC por string poderia ser acionado sob carga (corrente nominal)?

Obrigado

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 4 meses atrás #308 por Raphael Pintao
Marcus,

1- Os disjuntores servem para proteção, então precisará deles.

2- Sim, ele sempre estará sob carga se houver sol

abs
The following user(s) said Thank You: Marcus Vinícius Koerich

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Tempo para a criação da página:0.094 segundos
Powered by Fórum Kunena