DIMENSIONAR POTENCIA DE ENTRADA DO INVERSOR

Mais
5 anos 2 meses atrás #725 por Bruno
Boa Noite, é possível eu dimensionar um arranjo de módulos cuja potência seja superior a potência de entrada do inversor? Por exemplo, em um kit gridtie, vocês oferecem 20 Módulos de 250Wp e um inversor de 4000W, se fizesse um arranjo em série desses 20 módulos, a tensão e corrente de saída do arranjo seria menor que a tensão e corrente do inversor.. porém a potência seria superior (5000W), porque é possível fazer isso? Eu não estaria desperdiçando parte da minha geração? Essa potência pode ser maior devido a perdas? Quais perdas exatamente? E qual a faixa de potência que um inversor suporta de potência de entrada dos módulos (EXEMP: 20% acima da sua capacidade de entrada)? Desculpe a bateria de perguntas, mas é que realmente estou começando agora a projetar e fiquei com essas dúvidas aqui.
The following user(s) said Thank You: LeonardoSP

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 2 meses atrás #726 por Raphael Pintao
Bruno,

Não tem problema colocar mais potência do que o nominal, o pior que pode acontecer é você "desperdiçar" energia.
Colocar mais painéis fotovoltaicos que a potencia nominal tem até um nome, overpanelling e isso é recomendado pelos fabricantes.

A potencia nominal é sempre o limite de saída AC, então se em alguns momentos a produção for maior que esse nominal, o sistema vai limitar a produção neste nominal.Quanto ao limite de entrada, a lógica é parecida.

Você não precisa se preocupar muito com "queimar" o inversor, a menos que ultrapasse as correntes máximas. A questão é, realmente, quanto você perde de energia quando limita x quanto você ganha quando não limita e aproveita melhor o inversor.

Via de regra, recomendamos um overpanelling de 15%, mas as vezes dá um pouco a menos ou a mais para ficar na melhor configuração das strings, respeitando as tensões mínimas e máximas, coeficientes de temperatura, etc.

E qual o tamanho das perdas? Na verdade, ficando até 15% ou até 20%, as perdas são mínimas por limitação. Lembre-se que o sistemas tem uma série de perdas, por temperatura, cabos, inversor, etc. Então precisa de uma combinação de fatores, como radiação alta (que pode ser até maior que 1000w/m2), temperatura baixa (geralmente deveria acompanhar a radiação), inclinação favorável, etc para que o sistema consiga repassar mais que estes 80 ou 85% da potência nominal do inversor. Vai ocorrer perda,sim, em alguns poucos dias por ano e por poucos minutos ou horas. Por outro lado, vc vai começar a produção mais cedo, terminar mais tarde e ter maior potência o dia todo, com exceção apenas daqueles dias que limitou.

abs

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 2 meses atrás #738 por Ênio Carvalho
Comprei um inversor que suporta 5200kW de potência. O meu receio não é de oferecer sobrepotência a ele, nem estou preocupado com a corrente, pois ele suporta até 15A, a dos módulos ligados em série limitam-se a 8,3A. O meu receio é com relação a sobrevoltagem. Pois essa, sim, pode danificar o equipamento.
Tenho aqui uma fórmula para cálculo da quantidade máxima de módulos que o inversor pode suportar por string. Bruno, gostaria de contar com a sua avaliação sobre o q vou colocar a seguir.
A fórmula é essa:
MaxMod = Vdc max / Voc_max

Onde Voc_max = Voc + (temp diferencial x coeficiente de temp da Voc)

Ou seja:
MaxMod = Vdc / (Voc +((T_min - T_STC) . (coef_perda%/ºC . Voc)))

Vamos aos dados dos equipamentos e clima:

Vdc max inversor: 500V
Voc módulo: 37,3
Coef perda por temp. módulo: -0,33%/ºC
Temp. min. minha cidade: 3,3ºC
Temp. STC módulo: 25

Jogando na fórmula temos:
MaxMod = 500 / ((37,3 + ((3,3-25) . ((-0,33/100).37,3)
MaxMod = 12,5 (12)

O X da questão é a Tmin. No meu entendimento, não deve ser considerada a mínima absoluta, pois essa sempre ocorre de madrugada. Tenho q levar em consideração a temp. mínima esperada para um dia ensolarado, entre as 10h e 14h. Como isso ocorre sempre no inverno, qdo o sol está baixo no horizonte, tb não deverá ser considerada a radiação máxima.

Será que eu poderia arriscar colocar 26 módulos (13/string)? Considerando a perda de 20%, é como se eu tivesse 20,8 x 250 = 5200W, exatamente a capacidade de produção do meu inversor.

E aí, faz sentido? Vale o risco de perder o inversor?

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 2 meses atrás #739 por Ênio Carvalho
Aliás, sua avaliação, Raphael Pintao. Ou de outras pessoas tb entendidas do assunto, inclusivo o Bruno.

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 2 meses atrás #751 por LeonardoSP
Boa Noite Ênio, muito bem formulada sua pergunta. Pelo pouco que sei, acho que com este inversor e esse módulo escolhido não se poderia fazer nenhuma Conexão em paralelo, já que a corrente dos módulos (8,3A) se conectados em paralelo (16,6A) seriam superiores a corrente que o inversor suporta em sua entrada (15A), e isso acho que poderia danificar o inversor. E em relação a fórmula usada para o cálculo das perdas, você quem a formulou mesmo? baseado em algum livro ou artigo? Pois ficou bem detalhada e clara. Peço que se possível dê uma olhada no meu tópico lá, já que você possui um vasto conhecimento sobre o dimensionamento de sistemas fotovoltaicos.. Valeuu

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 2 meses atrás #753 por Ênio Carvalho
Olá, Leonardo,

essa corrente máxima é por string. Ele suporta 2 strings.

Qto à fórmula não fui eu. Obtive do material de um curso. Na verdade não sou nenhum especialista. Comecei a estudar há uns 3 meses. Mas vou dar uma olhada no seu tópico.

Um abraço!

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Tempo para a criação da página:0.118 segundos
Powered by Fórum Kunena