Diferença entre Inversor x Microinversor

  • Antonio Fernando de Souza Thiers
  • Avatar de Antonio Fernando de Souza Thiers Autor do Tópico
  • Offline
  • Novato
  • Novato
Mais
6 anos 17 horas atrás #138 por Antonio Fernando de Souza Thiers
Bom dia a todos, tenho um sítio em Engenheiro Paulo de Frontin - RJ e moro na cidade do Rio de Janeiro. Estou pensando e implantar o sistema Fotovoltaico no sítio de tal maneira que só pague a taxa de interconexão no sítio e gerar créditos para meu apartamento no Rio. No meu caso estava pensando em ir comprando aos poucos quando me sobrasse dinheiro compraria 2/3 painéis a cada 3/6 meses.
Neste meu caso seria então melhor usar o microinversor apesar do custo ser um pouco maior? Quantos painéis consigo colocar com estes microinversores ? Quando usar o inversor e quando usar o microinversor
Obs.: não tenho problema de área para colocar os painéis pegando sol o dia inteiro sem sobra.

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
6 anos 15 horas atrás #139 por Raphael Pintao
Fernando,

Com relação à escolha entre microinversor e inversor, levando em conta a expansão, é possível aumentar o número de painéis em um inversor, mas dentro de limites. O inversor convencional trabalha em "faixas de voltagem" e tem limites de corrente e potência também. Se respeitar esses limites, você pode fazer sistemas de diferentes tamanhos, usando o mesmo inversor. É claro que o preço do inversor é o mesmo, então o investimento inicial seria maior.
Alem disso, os menores inversores geralmente precisam de pelo menos 5 painéis, não sei se isso atende a sua necessidade.

Já com os microinversores, é 100% modular, 1 inversor por painel, e você pode fazer o sistema do tamanho que quiser. O problema é que quanto maior o sistema mais vai pesar no custo total. Lembre-se de levar em conta que o microinversor dura 25 anos enquanto o inversor dura algo entre 10 e 15 anos.

Eu levaria em conta o valor e as vantagens de cada um. O Microinversor, além da modularidade também pode propiciar maior rendimento, facilidade de manutenção e menores perdas quando tiver ocorrências em um painel ou inversor.

Já na sua estratégia de aumentar aos poucos, o maior empecilho que vejo é o trâmite burocrático com a distribuidora. Não sei se valerá a pena submeter um projeto novo a cada vez que adicionar 2 ou 3 painéis. Além do tempo isso implicará em custos.

Abraço,
Raphael

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
6 anos 15 horas atrás #140 por Raphael Pintao
me esqueci de uma parte: Você pode fazer um sistema com quantos microinversores desejar. No caso do i-energy, eles são instalados em até 15 por conjunto, por uma limitação do cabeamento, mas você pode fazer vários conjuntos de 15.

abs

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

  • Antonio Fernando de Souza Thiers
  • Avatar de Antonio Fernando de Souza Thiers Autor do Tópico
  • Offline
  • Novato
  • Novato
Mais
6 anos 9 horas atrás #141 por Antonio Fernando de Souza Thiers
Muito obrigado pelas explicações Raphael. Esqueci da parte da papelada da concessionária. Se colocar um inversor de 6000 w e colocar 8 placas de 240 w vai dar 1920 w posso submeter na concessionária um projeto já para os 6000 W e ir colocando o resto das placas com o tempo ou a cada grupo de placas que venha a colocar tem que fazer um novo pedido para aumento de carga?

At. Fernando

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
5 anos 11 meses atrás #145 por Raphael Pintao
Fernando, boa pergunta!
Ainda não tivemos um caso desse tipo usando a RN 482, mas é uma situação real, como a sua, e que deverá acontecer mais vezes.

Nenhuma das normas que li até agora trata de um projeto já com expansão prevista, então é difícil afirmar que será ou não possível sem consultar a distribuidora. Como temos 64 distribuidoras, a resposta não deve ser a mesma sempre...
O processo de homologação não tem grandes custos, o maior problema é o tempo, mas não sei se chega a ser um problema, afinal 90 dias não vai mudar a sua decisão de aumentar o sistema.

O que você poderia consultar com a distribuidora é se não seria possível já homologar o projeto com 2 versões, a inicial e a expandida, acelerando o processo de expansão no futuro. Existe uma etapa de vistoria, que acredito deverá ser feita após a expansão, mas se o projeto já estiver aprovado será bem mais simples.
Possivelmente uma alternativa desse tipo será padrão no futuro, assim espero.

De toda forma, verifique se realmente é possível fazer um sistema tão subdimensionado, não tenho certeza que seu inversor de 6000 vai funcionar bem com 1900.
abs

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Mais
4 anos 5 meses atrás #589 por Ivan Martinez

Raphael Pintao escreveu: Fernando, boa pergunta!
Ainda não tivemos um caso desse tipo usando a RN 482, mas é uma situação real, como a sua, e que deverá acontecer mais vezes.

...

O que você poderia consultar com a distribuidora é se não seria possível já homologar o projeto com 2 versões, a inicial e a expandida, acelerando o processo de expansão no futuro. Existe uma etapa de vistoria, que acredito deverá ser feita após a expansão, mas se o projeto já estiver aprovado será bem mais simples.
Possivelmente uma alternativa desse tipo será padrão no futuro, assim espero.

De toda forma, verifique se realmente é possível fazer um sistema tão subdimensionado, não tenho certeza que seu inversor de 6000 vai funcionar bem com 1900.
abs


Oi Raphael,

por acaso voce ficou sabendo de alguem que fez algo parecido desde a sua ultima mensagem nesse tópico ?
Também estou pensando em montar um sistema menor e depois aumentar e não gostaria de passar pela burocracia da AES Eletropaulo mais de uma vez..

Please Entrar ou Registrar to join the conversation.

Tempo para a criação da página:0.136 segundos
Powered by Fórum Kunena